Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminhos da Cultura.

O que é cultura? Há muitas definições para a palavra e muitos equívocos também. Podemos falar de cultura a partir do ponto de vista: histórico, artístico, sociológico ou antropológico. Porém minha proposta para a coluna Cult da Woman’s Mag é oferecer leituras interessantes e fluídas que falem de cultura de maneira leve e prazerosa baseando-se em experiências vividas. Gostaria de compartilhar com o leitor algumas histórias aproveitando que o mundo globalizado transformou as experiências pessoais em universais, fazendo com que as pessoas identifiquem-se com as histórias do outro. Além do que, com o advento da mundialização da cultura, hoje é possível dançar salsa em Luanda, comer um kebab em Córdoba, ver videoclipes produzidos em Hollywood em qualquer continente, provar a culinária basca em São Paulo, assistir ao Magic of the Dance em Bilbao, é ainda ouvir o Perpetuum Jazzile da Eslovênia cantando Aquarela do Brasil de Ary Barroso ou simplesmente comer uma deliciosa tapioca, um yakissoba ou um pastel de Belém em qualquer esquina das grandes cidades do Brasil. Todos têm cultura, equivoca-se aquele que pensa que a pessoa que não teve acesso à educação formal ou o privilégio de nascer em berço de ouro não a tenha. Somos produtos do meio em que vivemos. Neles são produzidas a cultura material e imaterial, ajudando, em conjunto com a língua a forjar a identidade de um grupo ou sociedade. Veja o exemplo do índio, ele pode desconhecer a arte barroca produzida em Minas Gerais, o renascimento do século XVI ou nunca ter saído de sua reserva. No entanto, ele também produz cultura ao repassar as suas tradições e produção artesanal. A cultura não é fruto somente da produção elitizada e segmentada de um grupo ou sociedade, tão pouco se restringe à erudição, ela é a soma de tudo isso e de outros aspectos que abordarei aqui a cada mês. Todos nós temos cultura de acordo com nosso entorno e vivências. Segundo o antropólogo Darcy Ribeiro, nós brasileiros somos fruto de uma mestiçagem, cujas matrizes – luso, afro e indígena – resultaram em uma gente singular e uma cultura sincrética. O Brasil, país de dimensões continentais, recebeu levas e levas de imigrantes de todo o mundo e em momentos distintos da sua história. E a nossa gente, fruto dessa mestiçagem, tem uma das culturas mais diversa e multifacetada que se conhece, um mosaico heterogêneo que se reflete na música, na culinária, nas artes, nas festas, nos usos e costumes do brasileiro. Há muitos caminhos para ampliar nossa cultura: a literatura, o cinema, as artes, as viagens. E é sobre esses assuntos que falarei nas próximas edições. Convido você leitor, interessado em viajar no tempo, a conhecer um pouco mais da cultura brasileira e de outros rincões do mundo por onde passei e por onde passarei.







Artigo publicado na coluna Cult da Revista Woman’s Mag – Agosto 2010, n° 1

Fotos que ilustram o artigo: Zuheros / Espanha, Detalhe da Torre parte da Cadetral Mesquita de Córdoba/ Espanha e Palácio da Regalera, Sintra /Portugal
© Meg Mamede

Comentários

Postagens mais visitadas