sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Turista.


Um dia alguém chegou,

olhou de longe, me observou.

Logo... tomou coragem e se aproximou.

Era você que chegou de mansinho, devagarzinho e me tocou.

Tocou tão fundo, que confesso, me encantou.

Ah... Você era tão diferente!

Tímido, calado, tranquilo. Me conquistou.

E eu, fiquei assim... apaixonada, sem eira nem beira, feito barata tonta.

E você? Seu Turista!

Como chegou me deixou.


(Meg, 06/05/85)

Poema retirado de um caderno de poesias feito na adolescência e esquecido por anos**

Um comentário:

  1. Bello poema. Busca Antonio Machado
    He andado muchos caminos,
    he abierto muchas veredas;
    he navegado en cien mares,
    y atracado en cien riberas...

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e comentário. Em breve seu comentário será publicado.

Outras viagens que podem interessar:

Related Posts with Thumbnails