Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Futebol, Samba e Feijoada.

Aguia de Ouro - SP. Jogo entre Brasil e Costa do Marfim em 20/06/10
(foto Meg Mamede)


Retornei ao Brasil em plena Copa do Mundo, evento que em 2010 tem a África do Sul como anfitriã colocando o continente em evidência. A beleza, a alegria e os contrastes do continente têm no Brasil sua equivalência, afinal, nós brasileiros temos na África uma das nossas matrizes, o que faz identificar-nos com aquele povo e cultura. E por falar em cultura, assisti ao jogo entre Brasil e Costa do Marfim ao som do samba e ao sabor da feijoada. Por primeira vez estive numa quadra de escola de samba. A convite da amiga Rose, vesti a camisa da escola do grupo especial de São Paulo Águia de Ouro – fundada em 1976 a partir de um batuque diferente que rolava na Vila Anglo Brasileira, resultado do encontro entre integrantes do time de futebol amador Faísca de Ouro e sambistas ex-integrantes da Pérola Negra –, pintei a cara com as cores do Brasil e fui para quadra assistir o jogo com cerca de 1.500 pessoas. Como bem observou minha amiga, aquele espaço bem debaixo de um movimentado viaduto da zona oeste paulistana, é o espaço da democracia, algo que não é, e nunca será imposto de cima para baixo, pois emana do povo. Depois desse comentário parei para refletir por um instante e percebi que ali, sob o viaduto, esperando na fila para provar a gostosa feijoada servida, procurando uma mesa vazia, ou não, para compartilhar, “todos éramos iguais”. Desconhecidos e famosos, “popozudas” e magrelas, pobres e ricos, brancos e negros, jovens e velhos, paulistanos, paulistas, cariocas e baianos, todos reunidos pelo mesmo motivo: ver a bola balançar na rede do adversário e em uníssono gritar de alegria festejando o gol, uns mais, outros menos. As vuvuzelas – nome sul africano dado a já conhecida corneta – ditaram o ritmo do ensurdecedor barulho produzido a cada gol marcado pela seleção Canarinho e para desmentir a máxima de que nesses lugares só há confusão, desde que cheguei até o momento que saí não vi discussão ou briga alguma, para ser sincera e para minha surpresa a única atitude mais exaltada que presenciei, foi justamente a de um professor universitário, com o qual compartilhávamos mesa, que incomodando com o som das cornetas e apitos durante a partida, lançou uma laranja em direção aos jovens que agitavam o evento, que por sua vez não revidaram a atitude e continuaram com a festa como se nada houvesse acontecido. Melhor para todos. Voltando à festa popular, a feijoada estava pra lá de boa, talvez os dois anos que estive fora me fez apreciar muito mais tudo aquilo, aumentando de alguma maneira minha percepção sobre o país, nossa gente e nossos hábitos. Fiquei feliz por fazer parte de algo de expressividade popular, onde a simplicidade e a alegria juntas foram capazes de tornar o espaço democrático, onde a apropriação acontece de forma natural, onde todos são bem vindos independentemente de classe, credo, etnia ou título, bastando para isso: vestir a camisa, colocar o melhor sorriso na cara e preparar-se para cair na folia. Começo a entender o que faz do povo brasileiro tão singular e sincrético e porque o mundo se encanta frente ao gigante.

Como bem cantou Caymmi Quem não gosta de samba bom sujeito não é É ruim da cabeça ou doente do pé... acrescente a isso a Feijoada e em tempos de mundial o Futebol.

Veja mais fotos no site da escola Águia de Ouro:

Comentários

  1. Chegando ao Brasil, recebestes logo o "choque positivo" que a nossa gente imprime no que é e no que não é cotidiano.
    Somos de algum modo surreais e ao mesmo tempo nada mais real _ sendo que, somos síntese de todas as raças ainda criando a raça brasileira, no dizer de Darcy Ribeiro.
    O futebol verde-amarelo, a feijoada, o samba, o jeito simples que temos de fazer e desfazer as teorias mais duras em sociologia,antropologia, e o mais que se invente para explicar um povo inexplicável - como crianças somos e só por isso resistimos.
    É nossa impressa e oculta sabedoria que dividimos mesmo sem entender como...
    BOAS VINDAS!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela visita e comentário. Em breve seu comentário será publicado.

Postagens mais visitadas