sábado, 27 de fevereiro de 2010

À beira do precipício.

Frías

De tempos em tempos recebo e-mails com aplicações de power point repetidas, vêm de remetentes diferentes, mas o conteúdo é o mesmo. Esses dias recebi algo com o título deste post e ao ver as imagens de Ronda, Castelfollit de la Roca e Cuenca (Espanha), Manarola (Itália), Bonifacio (Córcega) e Santorini (Grécia) me lembrei da visita que fiz a cidade de Frías, situada na província de Burgos (comunidad autónoma de Castilla y León). Não muito longe de Orduña localiza-se a menor cidade da Espanha, a medieval Frías. Uma cidade encantadora, a começar pela estrada margeando o rio Ebro, onde a natureza interage em harmonia com tunéis cavados na rocha e mantidos rusticamente. Chegando a cidade a vista não poderia ser mais bonita, todo o conjunto histórico composto de casas, igreja e castelo encontra-se amuralhado e suspenso sobre as rochas, impondo-se naturalmente ao olhar do visitante. É impossível passar pela estrada sem notar a beleza do lugar. Ao aproximar-se e subindo a pé pelas ruazinhas estreitas, podemos observar as chamadas “casas colgantes” onde homens e mulheres, em sua maioria aposentados, apreciam desde suas janelas as vistas sentindo a vertigem peculiar das alturas. Como muitas cidades da Espanha, Frías tem em seu calendário anual, além das festas religiosas, uma feira ou mercado onde os moradores devidamente vestidos retornam à Idade Média e com a vantagem de ter o cenário perfeito, fruto da preservação do patrimônio e respeito ao entorno. Passear pelas ruas da pequena Frías é como transportar-se para um épico do cinema ou para algum relato da história, imaginando poder cruzar em algum momento com um vassalo, senhor feudal, quiçá, um nobre e… “à beira” daquelas casas elevadas ou em algum ponto da muralha, deparar com um cavalheiro medieval resgatando uma bela donzela após vencer disputa com rival. A cidade é inspiradora, seu conjunto monumental parece ter parado no tempo, num precipício escolhido justamente por ser local estratégico e de passo para as províncias vizinhas. Dando testemunho de um período considerado por alguns como a Idade das Trevas, a atual Frías tem luz própria.


Para saber mais sobre Frías acesse: http://www.ciudaddefrias.com/


Para saber mais sobre Idade Média leia:

ANDERSON, Perry. - Passagens da Antiguidade ao Feudalismo.
BLOCH, Marc. - A Sociedade Feudal.
DUBY, Georges. - O tempo das catedrais: arte e sociedade - 980/l480.
- A Europa na Idade Média.
- História Artística Da Europa-idade Média (2 vol).
ECO, Umberto. - Arte e beleza na estética medieval.
LE GOFF, Jacques. - A civilização do Occidente Medieval.
- Para um novo conceito de Idade Média: tempo, trabalho e cultura no Occidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e comentário. Em breve seu comentário será publicado.

Outras viagens que podem interessar:

Related Posts with Thumbnails